“Já morreu tarde… misturaram samba com politica”, deu Marielle. Membro da Beija Flor reclama e será processada

“Isso é pura palhaçada. Estão misturando samba com política e está ridículo isso, entendeu. O enredo foi para falar um monte de coisa pra exaltar uma pessoa que, desculpa, nunca tinha ouvido falar do nome dela até o dia em que falaram ‘Marielle morreu’… falei quem e essa? Uma pessoa que até que me prove o contrário… foi queima de arquivo… pra mim ninguém é santo só que querem santificar essa mulher…  “

A dirigente da BEIJA FLOR que disse a frase acima deve ser processada, segundo informam jornais cariocas.

A dirigente continua: “Querem santificar essa mulher porque ela era negra, pobre, lésbica e o caralh*. Então eu, no meu lugar de mulher, que não sou lésbica, que não sou negra, que não sou o cara*** e não sou política, eu não gosto desse tipo de posicionamento. Eu me vejo em desvantagem nessa situação porque, se eu morrer, fod**-se, é mais uma branquela que morreu. […] Ah f***-se ela. Quer saber? Já morreu tarde”, esbravejou.

a BEIJA FLOR pediu desculpas pela fala da dirigente: ”

Nota Oficial Em nome dos Fundadores da TORCIDA SOBERANOS BEIJA-FLOR viemos pedir desculpas pelos atos ocorridos na quarta-feira de cinzas de 2019.

A torcida reforça a importância de todos os seus membros. Sejam eles diretamente ligados à escola, presentes em seus eventos ou na organização da grande festa nas arquibancadas, e também os apaixonados pela Beija-flor do país e do mundo, que têm a mesma importância e amor pela escola, independentemente das distâncias

Observatório da REDE.

Compartilhe