in , ,

Em 2 anos a GLOBO pode se dividir em várias pequenas emissoras – Fim de contratos de âncoras como pessoa jurídica assusta as estrelas.

A principal mudança proposta pela emissora é parar de contratar os profissionais por meio de prestação de serviços de pessoa jurídica

A principal mudança proposta pela emissora é parar de contratar os profissionais por meio de prestação de serviços de pessoa jurídica, método inclusive denunciado por Bolsonaro quando era candidato, em entrevista na própria emissora. Isso deixa os âncoras, repórteres e apresentadores horrorizados, eles não querem se submeter á chamada CLT e às regras de aposentadoria dos “meros mortais”.

O clima na Rede não anda mesmo nada bom – e não é só por culpa da cobertura das notícias do Intercept e dos vazamentos que para muitos indicam a sua “parceria” com os líderes de esquerda. O problema é que o império global segue afundando na crise brasileira causada pelos seguidos governos de esquerda. A rede para muitos errou muito ao tentar impor uma agenda “progressista” em um país cristão e de maioria conservadora. A emissora segue demitindo profissionais, arrochando salários, impedindo a apresentação de propostas de novas novelas e programas e promovendo vários outros “ajustes”.

Não há mais dúvidas sobre a gravidade da avalanche que desabou sobre a antes hegemônica emissora.

No UOL um artigo diz: “Alguns repórteres e âncoras do Departamento de Jornalismo da Globo, com grande experiência, tempo de casa, salários mais altos – e, principalmente, com contratos prestes a vencer – estão sendo consultados sobre a possibilidade de mudança no modelo contratual vigente. Segundo a coluna apurou, a oferta é a seguinte: acabar com contrato de Pessoa Jurídica (modelo da maioria das estrelas da casa) e substituí-lo por contratação via CLT… A proposta está causando enorme tensão, porque a renegociação do modelo contratual implica definitivamente em redução dos valores pagos para o profissional como PJ”.

“O facão chegará em salários gordos como de Faustão, Ana Maria Braga, Huck, entre outros. Fausto Silva chega a ganhar R$ 5 milhões por mês. Em segundo lugar, Fátima Bernardes fica empatada com Aguinaldo Silva. Os dois ganham R$ 2 milhões. Logo atrás está Ana Maria Braga, com R$ 1,7 milhão. Huck tira cerca de R$ 1 milhão por mês. Autores de novela mais antigos, como Aguinaldo Silva e Walcyr Carrasco, também terão propostas para redução de ganhos fixos mensais. Entre os atores, os cortes são menores, mas existem. Medalhões como Tony Ramos e Fagundes chegam a ganhar R$ 120 mil por mês quando estão no ar em uma novela. A renovação desses contratos também passará por ajustes”. 

Observatório da Rede

Compartilhe

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by Observador

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Loading…

0

Comments

0 comments

Militares acreditam que PL 1645 pode ser DISCUTIDO nessa tarde com Jair Bolonaro

Exército – Militares em CORRERIA para fazer cursos que dão 73% sobre os SOLDOS