Dilma é um POVO, Diz Maduro, líder do “caos” na Venezuela. Mas, em seguida se irrita e abandona almoço com a Presidente.

Nessa sexta-feira

Sobre o impeachment. "O que ocorre é que agora não podemos desaparecer, porque somos um povo, somos um povo, Lula é um povo, Dilma é um povo, nós, do movimento bolivariano, somos um povo. "

O presidente venezuelano é líder de um país que retrocedeu à época em que as pessoas realizavam trocas para sobreviver. O escambo era a prática comum de sociedades que não possuíam moeda corrente e qualquer estrutura que sustente um sistema financeiro.

Dito isso, queremos então esse povo longe daqui

Maduro se irritou bastante e está inconformado pelo fato de ter tomado conhecimento que Dilma declarou apoio ao presidente da Guiana no conflito de fronteiras que há entre seu país e a Venezuela.

Lembramos aqui que a história mostra que é pratica comum de governantes a beira de um caos, a criação ou ampliação de conflitos com outras nações. Acham que isso aumenta o nacionalismo e união e desvia a atenção da sociedade dos problemas econômicos e sociais. 

Maduro, na noite de sexta, em mais uma declaração desastrada disse que o presidente da Guiana é um "provocador" e "Venezuela é o país que mais ajuda a Guiana em seu desenvolvimento"

Observador 

Compartilhe

Atenção. Grécia se submete. Derrota da esquerdalhada eufórica.

medio logo UntitledAtenção. Grécia se submete. Derrota da esquerdalhada eufórica.

   Se pegou emprestado tem que pagar, se fez acordo tem que cumprir. Isso é questão de honestidade, de hombridade. Coisa que homens e mulheres de verdade ensinam para seus filhos. E sem isso nenhuma nação pode se sustentar. 

Por aqui pelo Brasil quando se fala em calote logo a esquerda fica eufórica. O caloteiro vira herói e, se bobear, logo é convidado para uma palestra em algum partido de esquerda. 

Mas. O Primeiro Ministro grego foi herói das esquerdas brasileiras por apenas duas semanas. Ele teve que se submeter e já acertou um acordo onde concorda em votar rapidamente leis que vão aplicar um severo corte de gastos, especialmente na área da previdência e do mercado de trabalho.

A Grécia também vai ser obrigada a privatizar um monte de estatais e terá que criar um fundo de arrecadação para isso, que será gerido por um grupo internacional.

Uma derrota humilhante. Mas, por aqui poucos vão tocar muito no assunto.

O Observatório.

Compartilhe

Em TV russa DILMA diz que vai acabar o seu mandato normalmente.

Menor Dilma 0_19-50-39_No-00  Na Rússia DILMA diz que vai acabar o seu mandato normalmente.

  Ah se fosse a quarenta anos! Dilma falando em uma TV russa, ao lado do Secretário Geral do partido comunista!

   A União SOviética acabou. Mas, para ela deve ser sim uma espécie de “orgasmo político” retardado por décadas. Afinal, Putin, bem do seu ladinho, "cheira" a comunismo, foi chefe da temida KGB.

  A presidente, que ha poucos dias esteve nos Estados Unidos não se fiurtou de alfinetar o presidente OBAMA, dando uma puxada de saco em Putin, que também passa por dificuldades financeiras. A Russia tem retração esperada na casa do 3%. O país sofre mais ameaças de sanções políticas e econômicas por parte dos EUA e Europa.

Dilma disse: "No Brasil, nos opomos a qualquer política baseada em sanções"… "Nós não acreditamos que as sanções podem resolver qualquer problema.”

A entrevista foi realizada ontem e Dilma confirmou a queda de popularidade, dizendo que ocorreu por causa de uma "situação econômica bastante adversa". A presidente falou que o foco principal é tirar o Brasil da crise.

Pra nós parece que o foco principal é se manter no Planalto.

Observador.

Compartilhe

Para MORALES cruz não é santa, na verdade é maldição para quem não acredita.

 

papa e foice ciated-pressO judeu – cristão, Apóstolo Paulo, disse em sua carta aos cristãos de Corinto: “… nós, entretanto, proclamamos a Cristo crucificado, que é motivo de escândalo para os judeus e loucura para os gentios …”

A cruz na verdade, segundo a doutrina cristã, é demonstração de que há uma grande maldição por vir, na medida em que apresenta o sacrifício do Filho de Deus por todos os homens como única opção para ser livre da ira. A promessa diz que, para aqueles que reconhecem o ato realizado na cruz, haverá imunidade em relação a citada maldição, tornando-se então a cruz um símbolo de salvação.

Evo Morales não desconhece o apreço que os cristãos têm pelo símbolo do sacrifício de seu Deus. Portanto, o boliviano, amigo de Lula, debochou do Papa e de todos os cristãos quando o presenteou o líder católico com uma escultura que nada tem que ver com o cristianismo.

Jesus não morreu na Foice e Martelo. Na verdade a doutrina da foice e martelo assassinou milhares de religiosos e missionários leigos pelo simples motivo de pregarem a mensagem da cruz.

Compartilhe
1 2 3